Siga-me

sexta-feira, 28 de março de 2014

PLANEJAMENTO SOCIAL e as ESCRITURAS SAGRADAS – parte 1


PLANEJAMENTO SOCIAL e as ESCRITURAS SAGRADAS – parte 1
de Marcelo Gesta

Muita gente já deve ter ouvido falar da utópica frase “Planejamento Social”. Que teoriza, dentre outras coisas, de jeito bem simples, da seguinte forma: “derrubem as favelas e construam prédios limpos naquela comunidade que as pessoas mudarão”; ou então, “acabem com os lixões do mundo e deem empregos decentes àquelas pessoas que elas nunca mais se marginalizarão”; ou mesmo, coloquem todas as crianças em boas escolas que a gravidez e a prostituição infantil acabarão; ou ainda, “expulsem os traficantes das favelas que o tráfico acabará”. Conhecemos cidades e até países que não possuem lixão, que têm sistema educacional exemplar, bem como planejamento urbano magnífico, porém, a marginalidade, a destruição de famílias, e o vazio e miséria humanos não acabaram, em alguns casos se quer diminuíram.

Certamente, planejamento social é algo muito mais complexo, do que as citações acima. Todavia, é pura ingenuidade afirmar-se que com recursos deste mundo mudar-se-á o mesmo velho mundo, seja através de Assistência Social, seja através de partidos políticos cristãos e/ou religiosos, ou mesmo através de educação de qualidade, e coisas afins. Por quê? Porque a matriz de todos os problemas da humanidade foi justamente quando o ser humano abandonou e descartou de sua vida, por exemplo, a “assistência social” perfeita que tinha lá no Éden com DEUS; ou quando rejeitou a “educação de qualidade” que recebia, também lá no Éden da parte do próprio DEUS, ou mesmo quando deixando o “partido (ou a participação de DEUS), resolveu “tomar o partido da serpente”, como uma melhor proposta política para os seus anseios interiores de poder”.


No mínimo da para concluir-se, até aqui, pelo menos duas coisas:

1)   Nem todos os problemas da humanidade serão solucionados, por exemplo, sobre a própria pobreza, Jesus afirma que sempre a teremos em nosso meio; os demais problemas solucionáveis não encontram solução nas matrizes fornecidas por “este mundo”;

2)   Os demais problemas da humanidade que podem ser resolvidos encontram sua solução na matriz Palavra de DEUS. A Bíblia diz, por exemplo, sobre planejamento social, seja na vida profissional, educacional, familiar, relacionamentos etc.:

Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que não querem saber de Deus e que não se juntam com os que zombam de tudo o que é sagrado! Pelo contrário, o prazer deles está na lei do Senhor, e nessa lei eles meditam dia e noite. Essas pessoas são como árvores que crescem na beira de um riacho; elas dão frutas no tempo certo, e as suas folhas não murcham. Assim também tudo o que essas pessoas fazem dá certo. O mesmo não acontece com os maus; eles são como a palha que o vento leva. No Dia do Juízo eles serão condenados e ficarão separados dos que obedecem a Deus. Pois o Senhor dirige e abençoa a vida daqueles que lhe obedecem, porém o fim dos maus são a desgraça e a morte. SALMOS 1 – NTLH.

Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Continua nestes deveres; porque, fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes. 1 TIMÓTEO 4:16 – NTLH.

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. 2 TIMÓTEO 2:15 – NTLH.

Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido. E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra. 2 TIMÓTEO 3:13 á 17 – ARC.


O bem conhecido termo “REFORMA PROTESTANTE”, foi consagrado pelo tempo, e na verdade, mais que uma revolução religiosa, era também uma revolução que procurava soluções, para os problemas daquele tempo, a partir da Bíblia. Porque a Reforma procurava voltar ao cristianismo original da Igreja Primitiva, isto é, dos primeiros tempos, onde as necessidades e mazelas sociais, espirituais, econômicas e afins, eram diluídas e resolvidas com requinte de excelência entre os membros que pertenciam especialmente àquele grupo: a Igreja de Primitiva. Por isso se continuou usando o termo referindo-se ao Movimento Religioso de 1517 á 1545.


Os Reformadores estavam interessados em desenvolver uma Teologia que estivesse em completo acordo com as Escrituras do Novo Testamento; eles criam que isso só seria possível a partir do instante em que a BÍBLIA fosse a principal fonte de Autoridade Teológica para a Igreja. Daí o porquê os Protestantes serem estudiosos da BÍBLIA, e daí o porquê todas as terras do mundo que foram colonizadas por estes protestantes, posteriormente chamados puritanos, hoje são os melhores lugares no mundo para se viver.



As soluções ou a solução para os problemas da humanidade, não estão ou está nas Instituições Políticas, Educacionais, Religiosas, Militares, Monárquicas etc.; mas, antes são apresentadas ou é apresentada na Bíblia: a resposta é JESUS CRISTO.